Image Map

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

LIXO NO JAPÃO – PROBLEMA OU SOLUÇÃO?



Olá,

Quando uma pessoa chega ao Japão, a primeira coisa que deve fazer é apresentar-se na prefeitura de sua cidade. Feito esse processo, após uns 30 dias, ela emitirá seu registro de residente. E para a minha surpresa, quando fui retirar o meu, “ganhei” muitos papéis, todos com tradução em português, que explicavam como é a vida cotidiana no Japão, como agir em casos de terremotos, como ter uma vida sociável com seus vizinhos japoneses e um guia de “Como separar e jogar o lixo e os recursos naturais recicláveis”. Como assim? Vou explicar como essa tarefa é bem diferente do que estamos acostumados no Brasil.

Em casa, a única coisa que podemos descartar na lixeira é o lixo orgânico com restos de comida. E não pense que é como fazemos no Brasil. Não podemos usar sacolinhas de supermercado, caixas de papelão, sacos pretos ou de cor escura. Se fizermos isso, o lixeiro não o levará, assim como, caso ele veja que tenha “algo” jogado inadequadamente. Temos que usar sacos transparentes ou semitransparentes (em algumas regiões a pessoa tem que comprar sacos exigidos pela prefeitura), amarrar bem e descartar no local (às vezes, existe uma única lixeira em um quarteirão imenso, ou seja, a pessoa tem andar um pouquinho até o local) somente nos dias de coleta.

Todo o restante do lixo deve ser reciclado. Cada região tem locais de coleta com dias da semana e horários específicos para o descarte. Onde eu moro, por exemplo, a coleta é feita sempre às quintas-feiras, a partir das 17h. Se alguém pegar você jogando lixo fora do local, dia e horário estipulado é multa. Nesse dia posso jogar resíduos de óleo comestível, garrafas pets, vidros (transparentes/escuros), revistas, papelão, latas de aço e alumínio, metais, eletrodomésticos de pequeno porte, caixas de leite, latas de spray, cds, lâmpadas fluorescentes, baterias e outros materiais sem valor como cerâmica, porcelana, produtos de vidro, espelhos e guarda-chuvas.

Agora, a parte chata. A pessoa deve separar o lixo por uma semana, prepará-lo (depois explico o que significa isso) e levá-lo ao local. Chegando lá, estão alocados vários cestos com placas especificando o que deve ser colocado em cada um. E, terá um fiscal verificando se está reciclando de maneira correta.


Cestos preparados para a coleta de lixo reciclado


O preparo do lixo para descarte deve ser feito da seguinte maneira:

  • No caso de papéis (revistas, jornais, caixas de papelão) não devem ser descartados em dias de chuva. Revistas e jornais devem ser empilhados e amarrados com aquelas cordinhas de vinil. Cadernos e folhas soltas devem ser colocados em uma sacola de papel;
 
  • Resíduo de óleo comestível: Colocar em uma garrafa PET com tampa de rosca;

  • Produtos de alumínio e aço como latinhas de refrigerante e cerveja: deve-se remover todo o liquido e lavar com água;

  • Eletrodomésticos de pequeno porte como panelas, guarda-chuvas, eletrodomésticos e itens de metal podem ser jogados também. Certamente, já ouviram falar que tem muita coisa boa no lixo do Japão. Isso é verdade. Sempre quando vamos descartar, achamos algo novo e de valor. Já vi muitas pessoas que pegam esses itens para revender. Mas, vale lembrar que apropriar-se de recursos recicláveis descartáveis implica em crime de roubo de acordo com o Código Penal Japonês.

  • Garrafas – Ficam separadas por: garrafas reutilizáveis (garrafas de 1,8 litros e garrafas de cerveja); garrafas transparentes (garrafas de vidro transparente e vidro fosco); Garrafas de cor marrom; demais garrafas (garrafa de outras cores tais como azul, preta e verde). A pessoa deve remover a tampa e colocar no local apropriado, exemplo, se for rolha, deixar no lixo incinerável, se for plástico no cesto de plástico, se for de aço, cesto de eletrodomésticos e itens de metal). Todas elas devem ser lavadas!

  • Embalagens de leite – Acho que é a mais chatinha. Temos que lavar, abrir e colocar para secar. Na hora de descarte, a separação é feita conforme a cor do interior da embalagem. Exemplo se for de cor prata ou marrom deve colocar na coleta de papel.

  • Latas de spray: Temos que furar para retirar o gás;

  • Garrafas pets: Deve-se retirar o rótulo e a tampa, lavá-las e depois amassá-las;

Expliquei apenas alguns itens, mas existem muitos outros tipos. O guia é quase uma monografia sobre reciclagem! E tem regiões do Japão que as regras são ainda mais rígidas! Os japoneses são tão exigentes em relação ao lixo que até colocam uma explicação para o descarte de galhos podados! E o mais impressionante, tem até o comprimento em que devem ser cortados! Só aqui mesmo!

Gravei um video para mostrar como é feita a coleta seletiva on de eu moro.

 

Agora, e quando o lixo é de grande porte? Temos que pagar para jogar! A pessoa deve levar em um ponto de coleta da prefeitura e pagar. Se a pessoa não tiver como levar, precisa contratar alguém para fazer o transporte ou solicitar a retirada na prefeitura. Tudo pago, é claro.

Agora, quando se trata de computadores, eletrodomésticos de grande porte, geladeiras, máquinas de lavar, aparelhos de ar condicionado, televisores? Deve solicitar ao ponto de venda que retire. Por exemplo, quando você compra uma geladeira nova, o vendedor perguntará se pretende descartar a antiga. Claro, cobram um pouquinho a mais, mas já resolvem esse problema.

E nas ruas? Não encontramos lixeiras e nem lixo espalhado pelo chão! Aliás, Tokyo é uma das cidades mais limpas do mundo. Bitucas de cigarro na calçada? Isso aqui é lenda! O ideal é fazer como os japoneses, carregar sempre uma sacolinha para colocar todo o seu lixo e jogar assim que tiver a sorte de encontrar uma lixeira! Geralmente, na frente de alguns kombinis (lojas de conveniência) ou em lojas de departamento, tem.  


Lixeiras na frente de um Kombini. Tudo deve ser separado!

Ao lado das máquinas de bebidas também tem lixeiras para o descarte dos seus produtos

Coleta de lixo reciclado na frente de um supermercado


Aqui, aprendemos que cada individuo é responsável pelo seu próprio lixo e acho uma maneira certa de pensar. Por mais que seja chato e complicado todo esse processo, principalmente para os brasileiros que não foram educados assim, é necessário para conservarmos o meio ambiente. Eu gostaria muito que o Brasil seguisse esse exemplo!

Agora me contem. Se você mora no Japão, como é feita a coleta de lixo na sua região? E se mora no Brasil, acredita que se o governo implantasse esse sistema, o brasileiro faria tudo isso?

Espero suas respostas!

Beijos
Thais Fioruci




40 comentários:

  1. Finalmente na minha cidade vai começar a coleta seletiva semana que vem.No meu caso,o caminhão vai passar somente às sextas-feiras e levar tudo que é reciclável.Não precisaremos separar,apenas deixá-los limpos.Eu já separava meu lixo reciclado e levava ao supermercado pão de açúcar,que é onde recolhem material para reciclagem.Falta muita educação ainda para atingirmos o patamar do Japão, mas é um começo.Os rios e os aterros merecem ser tratados com carinho,né?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Iruka chan!

      É um começo ... lembro que em São Bernardo tinham várias lixeiras de coleta seletiva e tudo funcionava bem até mudar o prefeito. Depois, as lixeiras ficavam lá abandonas e abarrotadas de lixo. Dai, o pessoal parou de separar. O fato é que aqui muitos fazem isso, pq é passível de multa, e às vezes, se aproveitam e tb jogam lixo onde não deve. Mas, isso já faz parte da cultura deles msm.

      Beijos
      Thais Fioruci

      Excluir
  2. Aqui é a mesma coisa, tirando as bitucas de cigarros e chicletes que em certos lugares nem se vê o chão, no mais o que me fez ficar de boca aberta foi eu ter que pagar para levar minha scooter no ferro-velho, uma quantia irrisória mas necessária para eu dar baixa no veículo e não ter que pagar mais impostos e seguro por ter um veículo guardado mesmo que quebrado e sem uso, país de primeiro mundo, e concordo plenamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sr. Pirro!

      Uma honra receber um comentário seu! É verdade, as leis nos países do primeiro mundo são bem parecidas! Bom para o governo e para os cidadãos também!

      Abs
      Thais Fioruci

      Excluir
  3. Olá!!

    Nossa, se aqui no Brasil seguisse pelo menos o de as pessoas levaram um saquinho ao invés de jogar qualquer resíduo nas ruas já seria um grande passo para diminuir a quantidade de enchentes por aqui. Sério. Aqui há lixos em vários pontos da cidade e perto um do outro, só que a preguiça é tanto que jogar na rua, calçada mesmo.

    Sobre a separação dos lixos, já houve uma tentativa - falha - disso. Vejo que aqui somos preguiçosos demais com relação as coisas que vocês devem fazer por aí.

    Obrigada por explicar direitinho sobre isso.


    Até mais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Natália!

      Eu acho que é questão de educação e costume. Aqui, eles ensinam desde crianças e todos seguem direitinho. Se no Brasil, as pessoas não jogassem o lixo nas ruam, e sim nas lixeiras, já estava bom!

      Beijos
      Thais Fioruci

      Excluir
  4. Que legal também sou de São Bernardo e sou casada com um descendente nissei fico sempre impressionada com a cultura japonesa sempre aprendemos muito obrigada por compartilhar a coleta do lixo meu esposo já havia comentado mas assistir o vídeo foi muito mais significativo. Espero conhecer o Japão pessoalmente e continue compartilhando conosco essa país exemplar na educação e na cultura. Parabéns pelo seu blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sandra!

      Então temos muito em comum XD Obrigada pelos elogios e espero que possa um dia conhecer esse pais lindo e que tem muito a nos ensinar! Aposto que seu esposo tem grandes histórias para contar! É uma experiência incrível morar aqui!

      Obrigada e se cuida! Abs para seu marido!
      Thais Fioruci

      Excluir
  5. Parabéns pelo seu blog, Thais !! Muito esclarecedor. Estou impressionada com tanta informação ... Pessoas como você , fazem MUITA diferença na melhoria do nosso Planeta!! Muito obrigada !! Meus ( futuros, se Deus quiser :) :) ) netos, agradecem . Beijos, Marcia Mazza Levi .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Márcia!!!

      Muito obrigada de coração pelo elogio! Quero dividir um pouquinho do meu cotidiano com vcs! Aqui é um pais muito organizado, e todos nós, cidadãos, temos que cuidar para mantermos isso!

      Obrigada e se cuida!
      Thais Fioruci

      Excluir
  6. O que o governo deveria fazer, era usar personagens formadoras de opinião, tipo(cantores, jogadores de futebol, artistas em geral)--Roberto Carlos, Neymar, Ivete Sangalo, Rogerio Ceni, Marcos, Zico,Ronaldo, e fazer propagandas diarias, a cada 30 minutos, em todos os canais de televisão aberta.Pode ter certeza, de que as crianças e muitos jovens, a partir daí, teriam uma atitude bem melhor,Falta vontade dos nossos governantes para tentar educar nosso povo.Eu, eduquei meus filhos e netos, para não jogar sequer um papel de bala na rua.Sempre procurar um cesto de lixo, para tal.Por que os outros brasileiros, não fazem o mesmo.Fica a pergunta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria Celia!

      Acho sua sugestão ótima. E também acho que deveriam ensinar as crianças a fazerem a coleta seletiva desde pequenas, na escolinha msm. Eu msm, não sabia fazer a coleta seletiva direito antes de chegar aqui. E como falei, eles entregam uma apostilas para aprendermos! Acho que falta essa responsabilidade dos nossos governantes em ensinarem e tb cobrarem da população.

      Obrigada pelo ótimo comentário!
      Thais Fioruci

      Excluir
  7. worldtv.com tony gonçalves facebook22 de fevereiro de 2014 05:50

    Prezados o que tem que acontecer realmente em 1ª mão no Brasil chama-se saúde Pública ambiental do qual somos os verdadeiros personagens da historia e estamos regredindo nisso,que vocês acham de Brasilia uma cidade criada para 500.000 habitantes e hoje tem mais de 2.000.000 esvaziamento completo do Nordeste encharcando são paulo sem nenhum projeto de desenvolvimento nas prelifericas o mesmo acontecendo com Rio de janeiro e outras capitais do sul,enquanto não houver tal irradicação como montar desenvolvimento cultural como nos paises de 1º mundo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tony!

      Concordo com vc! Os grandes centros urbanos, msm com seus problemas públicos, ainda conseguem ser mais desenvolvidos do que algumas cidades no Nordeste por exemplo. Dai, as pessoas migram e acabam superlotando as cidades e agravando os problemas já existentes. Bem, nem preciso falar, que falta comprometimento e responsabilidade por parte do governo né!

      Abs
      Thais Fioruci

      Excluir
  8. No Brasil o pessoal não tem costume nem de jogar o lixo na lixeira, jogam no chão, quanto mais separar os tipos recicláveis... O Brasil não vai pra frente sem educação, e dentro disso tem que acabar com o maldito "jeitinho brasileiro" que toca a desgraça em qualquer lugar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tasumoto,

      esse famoso "jeitinho brasileiro" é o problema. No Brasil não existe respeito e educação, claro, que muitos ainda são exceções! Quantas vezes, já vi gente usando as vagas de idosos/deficientes nos supermercados. Falta consciência e educação!

      Obrigada!
      Thais Fioruci

      Excluir
  9. Respostas
    1. Olá Mary!

      XD

      Obrigada pelo comentário!

      Abs
      Thais Fioruci

      Excluir
  10. Na verdade, já existe uma lei no Brasil, que deu prazo às Prefeituras para que até 2014 implantassem o sistema da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Ela na exige essa diversidade de lixeiras mas criou a política reversa, que obriga toda a cadeia de envolvidos em relação àquele produto a dar o descarte correto, desde indústria, prefeitura, consumidor. Quem não cumprir recebe multa e quem cumprir corretamente ganha desconto tributário. Tomara que funcione..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pri!

      Nossa ... não sabia dessa lei! Espero que funcione e que o governo saiba fiscalizar e impor as penalidades certas para quem descumprir às regras!

      Obrigada pelo comentário!
      Thais Fioruci

      Excluir
  11. Na verdade, já existe uma lei no Brasil, que deu prazo às Prefeituras para que até 2014 implantassem o sistema da Política Nacional de Resíduos Sólidos. Ela na exige essa diversidade de lixeiras mas criou a política reversa, que obriga toda a cadeia de envolvidos em relação àquele produto a dar o descarte correto, desde indústria, prefeitura, consumidor. Quem não cumprir recebe multa e quem cumprir corretamente ganha desconto tributário. Tomara que funcione..

    ResponderExcluir
  12. Aqui no Brasil para mim não é muito diferente, entrego meus recicláveis nas Lojas do Supermercado COOP ou no Carrefour Oratório em Santo André....o que falta é consciência do povo e menos preguiça....
    Se o Governo só pensa em encher os seus bolsos, nós se viramos......

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcio,

      parabéns por sua postura! Não sei como está a conscientização por parte dos supermercados, mas lembro que qdo morava ai não tinha muita preocupação. Sou de São Bernardo, e tínhamos lixeiras de coleta seletiva prx de casa, fazíamos a separação, mas qdo mudou o prefeito, retiraram os pontos de coleta! Assim fica difícil ....

      Obrigada
      Thais Fioruci

      Excluir
  13. Nossa! Kkkkkkkkk! Que diferente! Thais, vc pode tirar umas dúvidas? Vou p/ o Japão c/ a minha tia mas eu tenho dúvidas sobre cartão de crédito e débito, dinheiro, e outras coisas. Tenho parentes aí mas eles já nasceram aí e n conseguem tirar minhas dúvidas. Ficarei muito contente e grata se pudermos conversar um pouco por e-mail ou de qullqr outro jeito! Os seus posts já me tiraram várias dúvidas e curiosidades! Li todos e amei! Obrigada! Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leticia,

      Claro que posso te ajudar! Será um imenso prazer!

      Envie um email para perdidanojapao@hotmail.com ou pela Fan Page no Facebook!

      Beijos e se cuida
      Thais Fioruci

      Excluir
  14. O Rio de Janeiro está afundado num mar de lixo por causa da greve dos garis. Ninguém quer assumir a sua responsabilidade e tem gente q diz q se não jogar lixo na rua, o gari não terá emprego! Coisa de brasileiro idiota q acha q pode fazer gracinha com tudo. A verdade é q a rua não é a extensão da nossa casa. Moro num condomínio de bom nível em Jacarepaguá, bairro vizinho a Barra da Tijuca, temos coleta seletiva as 5a feiras mas pouquíssimos moradores separam o lixo seco. Meu marido, inclusive, é engenheiro e acha isso uma tolice... afê é mole? Não curto a relação dos japoneses com os animais, a morte violenta, a caça, o descarte de baleias, golfinhos etc mas isso é outro papo. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ivone!!!

      Nossa, os garis estão em greve no Rio de Janeiro? Aqui nem existem garis, quem limpam as ruas são os próprios moradores que fazem uma ronda logo pela manhã recolhendo os lixos quase inexistentes pq as pessoas não têm esse costume de jogar nada no chão. Acredito que é questão de educação e fiscalização rígida!

      Abraços e obrigada pelo comentário!
      Thais Fioruci

      Excluir
  15. É muito difícil o governo Brasileiro conseguir implantar esse sistema de coleta aqui. Primeiramente, a população iria demorar algumas décadas para se conscientizar, e ter disposição pra fazer isso... como todos nós sabemos, os brasileiros gostam do mais fácil; Segundo, o Japão é um país pequeno em relação ao Brasil, seria difícil implantar um sistema de coleta desse em um país gigante como o Brasil, ainda mais com a nossa cultura e nosso governo; Terceiro, existe muitos lugares que esse sistema não funcionaria, como nas favelas, sertões, etc... Pro Brasil conseguir fazer algo parecido, ele precisa começar uma campanha de conscientização, e esperar algum fruto no futuro, isso seria um plano a longo prazo... bem longo mesmo. Claro, antes de pensar em fazer algo assim, o governo precisa oferecer infraestrutura pra tal... e isso vai demorar muito tempo, com ctz. Embora o país faça leis sobre reciclagem, será muito difícil manter essa lei efetiva... uma lei como essa não serve pra uma população não conscientizada apropriadamente... Os japoneses são ensinados desde pequenos a como se comportar em relação ao lixo, os brasileiros não. Eu sou um exemplo, nunca tive algum ensinamento na escola sobre o lixo, só minha professora mandando eu catar o papel do chão e jogar na lixeira, mas só isso não basta.
    Gostei muito do post, to gostando bastante do blog. Nunca imaginei que o Japão era tão rígido em relação ao seu lixo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Inacio!

      Muito bom o seu comentário. O Brasil tem vários problemas e também a dimensão do pais acaba atrapalhando. Para ser como aqui, tem haver um esforço conjunto e sim, é um trabalho demorado. espero que em um futuro próximo tudo se arrume. Ah ... e aquela questão das sacolinhas de supermercados? Como ficou? Pode usar ou não?

      Obrigada pelo elogio!

      Abraços
      Thais Fioruci

      Excluir
    2. Poder usar pode, mas é como eu disse antes... o povo tem q ser conscientizado pra aderir a ideia.

      Excluir
    3. Olá Inacio,

      mas os supermercados estão dando ou cobrando pela sacola? As pessoas não levam sua própria sacola ecológica?

      Abs
      Thais Fioruci

      Excluir
    4. Aqui os supermercados não oferecem sacolas ecológicas... e as pessoas também não levam... E caso algum supermercado ofereça eu n conheço, mas os que eu normalmente frequento não oferecem. É só aquela sacola de plástico típica mesmo.

      Excluir
    5. Ah tá ... aqui compramos nas lojas e sempre levamos conosco. Também aqui somos nós que empacotamos as compras. Uma coisa q estranhei aqui ´... no Brasil, pegamos uma sacola para produto da geladeira, outra para produtos de limpeza, outra para comidas ... separamos tudo né ... aqui não ... é uma sacola para tudo kkkk!

      Excluir
  16. Tarrrrrrrrrrrrrrrrde

    Onde moro (Carapicuíba-SP), muitas vezes ficamos períodos de duas ou 3 semanas sem coleta de lixo devido a greves da classe, não tiro a razão deles reivindicarem melhores condições de trabalho, mas já a prefeitura num ter um plano de emergência sabendo que isso é rotineiro, ai sim acho o cumulo ¬¬... Coleta seletiva é algo que não existe por aqui, o máximo que temos são os famosos "ferros velhos", que funcionam em forma de cooperativa, mas acho que nenhum deles é ligado a prefeitura...

    Enfim, pra implantar um sistema com tantos detalhes por aqui demoraria anos pra ter a infro-estrutura necessária e pra reeducar a população... Contudo, tudo que vem pra melhorar a grande maioria sempre abraça, aos poucos fazendo um projeto consistente, a longo prazo acho que funcionaria sim!

    Ps.: Sensacional a parte do depoimento no vídeo:

    - Tá frio, frio pra carai...

    UHAUHAHUAUHAUHAUHAUHAHAUH...

    Forte abraço Thais, Sakano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tarrrrrrde Daril!

      Acho essa solução das cooperativas uma boa, conseguem reciclar o lixo e ainda ganhar um dinheirinho extra! É para esse esquema funcionar no Brasil levaria anos ....

      Obrigada pelo ótimo comentário! E nas prxs eleições arranca esse prefeito dai kkkk

      Abs
      Thais Fioruci

      Excluir
  17. Oiee Thais, estou amando seu blog!! Sempre tive vontade de conhecer o Japão, me parece ser realmente incrível... Quem sabe um dia né??

    Pois bem, acho que esse sistema daria certo sim no Brasil, mas os nossos governantes deveriam se empenhar bastante para educar o seu povo, e não creio que exista esse interesse por parte deles!!

    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Natache! Que nome lindo!

      Fico muito feliz por gostar do meu blog! Faço ele com muito carinho =) Claro ... sonhos existem para correr atrás deles e realizá-los! Eu acho que nada nesse mundo é impossível, mas as pessoas tem que trabalharem e se dedicarem muitos para que as coisas aconteçam!

      Beijos e nunca desista dos seus sonhos tá!
      Thais Fioruci

      Excluir
  18. Olá...
    A quanto tempo vive no Japão?
    E qual foi o motivo de querer estar aí?
    Se tiver, me passa o instagran para que eu possa te seguir?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kawany!!!

      Moro no Japão há dois anos. Meu marido se mudou para cá, então o jeito foi vir tb =)

      Meu instagran é thaisfioruci

      Se quiser me seguir nas outras redes sociais:

      Youtube: www.youtube.com/blogperdidanojapao
      Facebook: www.facebook.com/perdidanojapao
      Twitter: www.twitter.com/PerdidanoJapao
      Twitter Pessoal: www.twitter.com/Thaisfioruci

      Beijos e obrigada!

      Excluir