Image Map
Mostrando postagens com marcador Dicas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Dicas. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 28 de novembro de 2017

NÃO PASSE FRIO NO JAPÃO – DICAS VALIOSAS PARA VENCER O INVERNO JAPONÊS

>> ATENÇÃO!!! Post com muitas fotos =)


Olá viajante!

Como você está? Espero que esteja bem!

As temperaturas já estão despencando por aqui! Os japoneses (e eu também) já iniciaram os preparativos para superar mais um longo inverno que vem pela frente. Roupas pesadas, chás, sopas, aquecedores, querosene (para abastecer o aquecedor) e muitos produtos que aliviam o ressecamento da pele. Pensando naqueles que virão ao Japão nos meses de inverno (as temperaturas baixas começam no final de novembro e permanecem até março), listarei algumas dicas para que o frio não atrapalhe sua viagem. Espero que goste!

>>> USE ROUPAS APROPRIADAS

Ter as vestimentas certas para o inverno do Japão faz toda a diferença. A maioria das roupas de frio do Brasil não protege das baixas temperaturas daqui. Se você tiver um casaco bem pesado, traga-o, caso não tenha, sugiro investir em um por aqui mesmo. Uma dica é comprar blusas de manga longa com a tecnologia Heattech na Uniqlo para utilizar por debaixo dos casacos.


Valor aproximado ¥1500 


>>> PROTEJA AS INTERLIGAÇÕES DO CORPO

Costuma ventar muito por aqui e no inverno não seria diferente. É um vento tão gelado que se deixar qualquer espacinho no seu corpo descoberto, o vento vai penetrar e gelar até sua alma. Por isso, os japoneses costumam cobrir bem as interligações do corpo como pescoço, tornozelos e barriga (geralmente nas interligações entre uma peça de roupa e outra). Use e abuse de cachecóis, luvas, gorros, toucas, pescoceiras, mijão (aquela calça que os homens usam por baixo), polainas (descobri aqui a verdadeira utilidade disso) e protetores de orelhas.




Essa peça de roupa da foto ao lado é uma espécie de cinta, acho que posso denominá-la assim, que as japonesas usam na barriga para evitar que o vento penetre na interligação entre a blusa e a calça. Vende na Uniqlo e o preço é ¥790.








>>> COMPRE MUITOS “KAIROS”

Não sei se isso existe apenas aqui ou tem em outros países também. O fato é que em janeiro e fevereiro, o frio, principalmente para quem nunca saiu do Brasil, é congelante. Dependendo da região, é impossível ficar na área externa. E quando seu corpo já está quase congelado, o “kairo” sempre está ali para te salvar. É esse saquinho que quando aberto, entra em contato com o ar e como num passe de mágica, ele produz calor. Existem diversos tipos: para colar sobre a roupa, para usar no interior dos sapatos, nas meias, para colocar nos bolsos e aquecer as mãos. Facilmente encontrado nas farmácias nessa época, são bem baratos e vale muito a pena ter uma coleção deles.






>>> CONSUMA BEBIDAS QUENTES

O visitante encontrará facilmente bebidas quentes nas máquinas de venda automáticas espalhadas pelo país, assim como em lojas de conveniência e supermercados. No nosso canal do Youtube, fizemos um vídeo para sugerir bebidas que aliviam a dor de garganta, sintoma comum no inverno devido ao vento gelado. Confira lá e não esqueça de se inscrever. 




>>> CARREGUE CONSIGO UM PROTETOR LABIAL

Eles estão aos montes nas prateleiras das farmácias e supermercados. É muito importante ter um com você e sempre utilizá-lo. Beba também bastante liquido!




>>> USE CREMES, MUITOS CREMES.

Como nessa época do ano passamos a maior parte do tempo exposto aos aquecedores dos lugares, nossa pele resseca muito. Não se assuste caso veja mãos de vendedores em lojas carregada de cortes e feridas. Por isso, utilize muitos cremes para o corpo, mãos e pés. No vídeo, damos mais dicas de produtos bons que usamos no nosso dia a dia. Confira aqui.



Produto para cicatrizar cortes nas mãos


>>> USE MÁSCARA

Sei que para nós, o fato dos japoneses usarem máscaras no seu dia a dia, pode parecer estranho. O verdadeiro motivo é para não transmitir e nem pegar resfriados no inverno, mas muitas pessoas (e eu me incluo também), a utiliza apenas para proteger o rosto do vento gelado. Funciona! Experimente e depois me conte nos comentários!


>>> COMPRE PALMILHAS QUENTINHAS!

Sim, palmilhas para deixar seu calçado mais quentinho. Vendido nas lojas de 100 ienes.




>>> CONSUMA ALIMENTOS QUENTES

Nessa época os restaurantes colocam no cardápio opções de pratos bem quentes para suportarmos o frio. Lámen, oden, udon, kare (curry), sukiyaki são apenas algumas das várias opções na culinária japonesa.


>>> COMPRE PRODUTOS ESTRANHOS QUE SÓ VEMOS NO JAPÃO

Muitos japoneses sofrem de um problema chamado “katakori” que é a rigidez na área dos ombros e pescoço. No inverno, os músculos tendem a se contrair mais devido às baixas temperaturas, piorando as dores. A maioria costuma frequentar os “onsens” (águas termais), faz banhos de imersão no ofuro (banheira) e utiliza produtos para esquentar essa região. Provavelmente você, turista, não sofrerá de "katakori", mas nada o impede de comprar esses itens que também para utilizar para outras finalidades. 




Bem, o post já ficou imenso. Espero que tenha aproveitado as dicas e confira o vídeo especial que fizemos mostrando os produtos que usamos no nosso dia a dia durante o inverno. Ficou com dúvidas? Mande um email para perdidanojapao@hotmail.com

Obrigada por ler,

Abraços

Thais Fioruci






sábado, 15 de julho de 2017

VERÃO NO JAPÃO - DICAS DE PRODUTOS PARA DRIBLAR O CALOR



Olá pessoal,

*post com muitas fotos

O verão já chegou por aqui. Ainda estamos em julho e hoje aqui em Yokohama os termômetros já marcam 33 graus. Agosto é considerado o pior mês, pois as temperaturas registram 38 graus nas regiões de Tokyo (em outras regiões ultrapassam essa marca) e a sensação térmica pode ultrapassar os 40 graus. Muitas pessoas irão dizer “ah, mas no Brasil também faz essas temperaturas”, eu sei, mas acontece que o calor é diferente. É abafado, não tem vento, a umidade do ar faz as pessoas suarem loucamente parecendo que acabaram de sair do banho, o sol de fritar ovo no asfalto. Pode ser que seja parecido ao calor do Mato Grosso (me perdoem nunca estive lá para comparar), mas pra mim, que sou de São Paulo é terrível. Para quem me acompanha há algum tempo, sabe, DETESTO o verão daqui. Mas fazer o que ... só me resta contar os dias até o final dele. Sorte que dura bem pouco, cerca de dois meses. 

Em agosto, depois de enfrentarmos vários dias quentes, o corpo já dá sinais de exaustão. Uma palavra que ouvimos muito nos noticiários nessa época do ano é a expressão “natsubate (夏バテ)” causado pelo frequente choque térmico entre a temperatura quente dos lugares externos com o ambiente gelado que faz dentro das lojas, restaurantes, meios de transporte devido ao ar condicionado. Cansaço, dor de cabeça, falta de apetite, indisposição, dificuldade de raciocínio e concentração, diarréia, prisão de ventre, tontura e febre são apenas alguns dos sintomas. 

Protetor solar - diversas opções

Somado a tudo isso ainda temos o suor excessivo que faz com que diminua os líquidos e sais minerais no corpo, fazendo com que você sinta muita sede. Após alguns dias de altas temperaturas parece que a água já não é suficiente, pois o corpo está desidratado. Por isso, é essencial o consumo de bebidas ionizadas como Aquarius ou Poccari. 



Como o suor fica depositado na pele, as pessoas começam a se coçar e surgem vários hematomas vermelhos pelo corpo. Eu e meu marido já passamos por isso, e sem saber o que era fomos ao médico. Por isso é ideal, nunca coçar e sempre lavar com água e sabão. Caso esteja em um ambiente que não seja possível lavar, se limpe com lenços umidecidos.


Embalagem fofa não?

Essa linha Ban é a minha preferida. Dá um frescor na pele e o cheiro que fica no corpo parece que acabou de sair do banho


E por último, uma outra palavra que ouvimos bastante é “necchuushou, 熱中症”, ou seja, hipertermia que ocorre quando há uma exposição em ambiente de alta temperatura e o corpo não consegue promover a perda de calor ou reduzir a produção de calor. Infelizmente muitas pessoas, inclusive idosos, acabam morrendo.


Adesivos para diminuir a temperatura do corpo


Diante de todos esse problemas, as lojas ficam abarrotadas de produtos para tentar amenizar o calor excessivo. Essa é uma dica muito importante principalmente para turistas que pretendam vir nessa época do ano. (Dica extra para os turistas tragam desodorantes, porque os daqui não são bons e o cheiro de "CC" é inevitável.) 


Nessa época os produtos já ficam expostos logo na entrada das lojas


 
Spray para refrescar a roupa

Travesseiro gelado

Shampoo refrescante   






 
Toalha para refrescar a cabeça

Ande sempre com chapéu, sombrinha (aqui tem umas especiais que protegem dos UVA/UVB), leque e carregue sempre consigo balas de sal. Agora, muitos produtos são acrescidos de uma maior quantidade de sal para essa época do ano, voce conseguira identificá-los pelo kanji de sal >>> (しお).

Espero que essas dicas o ajude, mas mesmo assim, faça um seguro viagem caso alguma urgência aconteça (espero que não). Ah ...  não se esqueça, você pode economizar no seguro viagem comprando conosco. Clique aqui e escolha a opção que mais se encaixa no seu tipo de viagem. 

Abraços,
Thais Fioruci



>
.
.
.
.

Referências:
http://www.alternativa.co.jp/Servico/View/30012/Como-evitar-doencas-do-verao-japones







terça-feira, 18 de abril de 2017

DICA DE PASSEIO - YOKOHAMA NECKLACE GARDEN 2017



Olá pessoal,

Golden Week (feriadão prolongado) chegando aqui no Japão e você ainda não se programou? Estou aqui para dar uma ótima dica de passeio!

No último sábado, dia 15/04, já que a chuva resolveu dar uma trégua por aqui, fui conferir o evento Necklace Garden que está acontecendo em Yokohama, província de Kanagawa-Ken. Com o tema "Yokohama - uma cidade de história e futuro", a exibição que foi inaugurada dia 25/03, visa divulgar os resultados das iniciativas verdes que o município têm realizado além mostrar as belas flores e a vegetação disposta na região.

Os projetos paisagísticos dos principais parques foram refeitos e a cidade ganhou uma nova identidade, agora sim, ganhou uma “cara” de primavera. Foram plantadas diversas espécies de flores, a sakura certamente é a mais aguardada pelos japoneses, mas no Yamashita Parque, as 160.000 tulipas chamam a atenção. Além dessas podemos encontrar também, rosas, flor símbolo de Yokohama, anemone, Gypsophila e Nemophila.






Você também deve conferir os “Green Cube” que são cabines rodeadas por vegetação local; as exposições e oficinas (conforme o calendário do evento); os cantinhos especiais criados para fotografias, o mascote fofo do evento no Minato Mirai e o letreiro escrito Yokohama.  




Mascote fofo do evento


O “Necklace Garden” acontecerá até dia 4 de junho em dois locais diferentes: na região do Minato Mirai, próximo ao porto, e no Satoyama Garden. Mais informações acesse o site http://yokohama-fair2017.city.yokohama.lg.jp/

Espero que tenha gostado da dica e se quiser conferir mais fotos do passeio acesse meu
Instagran e passe também no nosso canal do Youtube para conferir nosso video por lá.

Beijos
Thais Fioruci






quarta-feira, 2 de novembro de 2016

GUIA DE COMPRAS NO JAPÃO! O QUE E ONDE COMPRAR



Olá viajantes!!!

Saudades de postar aqui! Estava de férias mas voltei =) Quero agradecer aos inúmeros comentários que recebi nesse meu período "off" e estou correndo para responder todos. Muita calma nessa hora e vamos ao post de hoje (mulheres preparem a carteira porque aposto que irão gostar do assunto de hoje rs).

O Japão é o paraíso das compras! A tentação é muito grande, porque o país faz questão de ter produtos ultra mega fofos. Outro objeto de desejo da maioria das meninas que desembarcam na ilha são as maquiagens. Tente entrar em uma farmácia japonesa e sair sem nada, é completamente impossível. Se não comprar por necessidade, vai levá-lo só pela fofurice da embalagem. Pra mim, o Japão é o campeão olímpico no quesito de embalagens fofas e com design inovador. Às vezes, o produto em si não muda a fórmula, mas a marca desenvolve uma edição especial com um tema especifico no rótulo. Sim, os japoneses são extremamente consumistas e digo por experiência própria, você tem que se segurar e muito para não dar uma de louca e sair comprando tudo. 


É muita fofura para pouca embalagem!

Mas, para os turistas uma grande barreira é a língua e onde comprar determinados produtos. Para ajudá-los fiz um “mini guia” de compras, especificando as lojas e o que são vendidos nelas. Listarei as redes de lojas mais famosas do Japão e que geralmente possuem filiais por todo o país.

>>>> ELETRÔNICOS:

- Yodobashi Camera = No bairro de Akihabara tem uma loja gigante e por ser um bairro turístico, muitos vendedores falam inglês. Ainda nessa área há uma infinidade de lojas especializadas em eletrônicos e diversas outras focadas em animes e mangas. Se quiser conhecer mais sobre o bairro clique aqui

DICA DE OURO>> Se tiver a intenção de fazer várias compras nessa lojas, em sua primeira compra, peça para fazer o "POINTO KADO" (pode falar assim que eles entenderão), um point card, aonde ganha pontos a cada compra. Dai, em sua segunda compra, já poderá utilizar os pontos e ganhar um desconto extra.    

- Bic Camera = Em Shinjuku há uma unidade do Bic Camera exclusiva chamada de BICQLO, que nada mais é que uma junção de duas lojas: o Bic Câmera e a Uniqlo. Legal né? Assim você matará dois coelhos em um passeio só! Mais informações aqui

Ainda temos outras lojas conhecidas como o Nojima, LAB, Softmap e o Yamada Denki.

>>>> VESTUÁRIO

- Uniqlo = Na minha opinião as melhores filiais estão nos bairros de Ginza e Shibuya, essa última conta com opções de camisetas com design exclusivos para turistas. Uma ótima recordação do Japão e também caso queira levar uma lembrancinha para os amigos e familiares. Conheca mais sobre a Uniqlo aqui

- GU = Rede de lojas do mesmo grupo que a Uniqlo mas com um estilo de roupas mais diferenciado. Deseja conferir o design de suas roupas e saberm em que ela se difere da Uniqlo? Clique aqui.

- Shimamura – Uma loja de roupas bem popular aqui no Japão e que oferece preços tentadores. Tem uma loja no Aqua City em Odaiba. 

- Ainda temos as estrangeiras Berskla, H&M, Zara, GAP, entre outras.

>>>> PAPELARIA E DECORAÇÃO

Se estiver turistando pelo Japão, você PRECISA,leia de novo, PRECISA visitar pelo menos uma das duas lojas abaixo:

- Loft – Tem uma unidade em Shibuya. Você encontrará itens de papelaria, artigos de cozinha, malas, acessórios, produtos de higiene e muitas curiosidades. É como se fosse a Tok e Stock do Brasil. 



- Tokyu Hands – Também tem uma unidade em Shibuya e fica à 7 minutos à pé da saída Hachiko da estação de Shibuya. Muitos itens de papelaria, decoração, saúde e beleza, artigos para cozinha, banheiro, produtos de limpeza, bolsas, carteiras, relógios, itens de viagens, ciclismo, acessórios para celulares, ferramentas. É tanta coisa que certamente gastará horas lá dentro. 



- Donki Hot – Na verdade eu nem sei se esta loja se encaixaria nesse tópico, mas ela é imperdível e com certeza é uma visita obrigatória. Ela é bem bagunçada e bem poluída visualmente, mas tem muitos artigos curiosos e os melhores preços para maquiagens e produtos de higiene pessoal. Ainda encontrará comida, papelaria, itens de viagens, utensílios de cozinha, eletrônicos, eletrodomésticos, meias, vestuário, artigos importados. Bem tem de tudo um pouco. Só terá que ter muita paciência, pois os corredores são bem estreitos e sempre está cheia. 

>>>> HYAKUEN SHOP 

Os hyakuen shops são na verdade os nossos R$1,99. É uma loucura e sério, você tem que visitar pelo menos uma delas. Existem várias redes, mas as mais famosas são essas:

- Daiso = Com certeza a mais famosa e já tem até unidades no Brasil. Nesse tipo de lojas encontrará de tudo que possa (ou não) imaginar. Uma das maiores unidades da rede fica no centro de Tokyo, no bairro de Harajuku, no coração da famosa rua Takeshita. 

- Seria = Gosto é gosto. Em qualquer lugar do Japão que for, encontrará uma loja do Daiso mas pra mim, os produtos do Seria ainda são melhores e menos com cara de China, sabe. Na loja de departamento Marui em Shinjuku, no quarto andar, tem uma unidade. 

>>>> CD´s

Bem, se alguém tiver interesse em comprar cd´s de canções japonesas ou coreanas, as lojas mais famosas no Japão são a HMV e a Tower Records.

>>>> ARTIGOS PARA BEBÊS 

Além das famosas H&M e a GAP, uma loja muito frequentada pelos japoneses para a compra de artigos para bebê é a Nishimatsuya ou conhecida pelos brazucas como “a loja do coelhinho”. 

>>>> BRINQUEDOS 

Você pode comprar no Yodobashi Camera ou no Donki Hot mas se procura algo mais especifico visite a famosa Kiddyland em Harajuku, a Pokemon Store ou a Toys “R” Us

NÃO ESQUEÇA: Muitas lojas são tax free, ou seja, livre de impostos para turistas. Aqui pagamos 8% de imposto em tudo o que consumimos. Então, no momento do pagamento, mostre seu passaporte!  

Espero ter ajudado e se ficar mais alguma dúvida, é só perguntar =)

Siga-nos nas redes sociais =)

Canal do Marido no Youtube: www.youtube.com/naterradosushi
Twitter Sakano: www.twitter.com/sakanosan

Abs
Thais Fioruci









sexta-feira, 23 de setembro de 2016

CALENDÁRIO JAPONÊS



Olá amigos/as,

Quando eu falo que no Japão, tudo é diferente, eu tenho razão. A começar pelo nosso próprio nome que escrevemos usando a caligrafia japonesa, ou seja, em kanjis e katakanas. A tradicional assinatura ocidental, esquece. Aqui, temos que utilizar o hanko ou inkan conforme expliquei nesse post. Às vezes penso: “O Japão é um país tão moderno, mas ao mesmo tempo, tão antigo e apegado às tradições de séculos”. Um outro exemplo, só para finalizar essa minha reflexão é o currículo. No Brasil (acho que a maioria ainda faz assim?), digitava um documento no Word, imprimia e tirava várias cópias (a tinta da impressora era cara rs). Mas e como funciona no Japão? Você precisa comprar um formulário de currículo (vendido em papelarias, lojas de hyakuen) e preencher toda à mão. Detalhe: se você errar, como não pode usar corretivo e nem ter rasuras, terá que começar a preencher um novo. Dizem que até pode-se fazer um arquivo impresso, mas de acordo com a etiqueta, preferem escrito à mão para verem o formato da letra e tal. No caso dos estrangeiros, muitas empresas pedem o currículo em japonês para saberem se a pessoa sabe escrever e ler o que está pedindo ali.

Nossa me prolonguei demais nesse assunto. Na verdade, quero compartilhar um fato que sempre acontece comigo. Quando vou à prefeitura, fazer algum pedido de documento é necessário preencher um formulário. Nas cidades com grandes concentrações de brasileiros, existem tradutores. Onde moro, até tem uma pessoa a cada 15 dias no período de duas horas, mas nunca precisei de fato esperá-la. Daí, ao preencher o documento, tenho que escrever a data do meu nascimento só que usando o calendário imperial japonês.

Para começar, no Brasil, escrevemos datas nessa sequência (dia/mês/ano). No Japão escreve na sequência (ano/mês/dia). E não adianta colocar essas barras que eles não entenderão nada. Precisamos utilizar os kanjis corretos: para identificar o ano, para grafar o mês e para o dia. Logo, uma pessoa para escrever a data 23/05/1980, aqui ficaria assim 19805 23

Claro que também posso escrever minha data de nascimento nessa sequência, mas às vezes alguns formulários pedem para utilizar o calendário japonês. Daí precisa saber à qual era do calendário japonês equivale o ano do seu nascimento.

Só para relembrar, a partir da Era Meiji (meados de 1868) determinou-se que a cada era começaria no dia que um imperador subisse ao trono e terminaria no dia da sua morte. Atualmente (2016), estamos no ano 28 da Era Heisei  (em kanji平成28) que se iniciou em 8 de janeiro de 1989 quando o Imperador Akihito subiu ao trono. Um fato interessante é que o Imperador que ainda está no trono é chamado pelo próprio nome, mas após sua morte adotará o nome de sua era. A era anterior à atual era denominada Era Showa (em kanji昭和).

Para concluir, uma pessoa que nasceu em 23/5/1980, aqui passará a escrever sua data de nascimento dessa maneira昭和555 23 . Explicando: o ano de 1980 equivale ao ano 55 da era Showa. É importante também decorar os kanjis de cada era, pois em muitos formulários eles já estão escritos, você só precisa circular.

Deixarei uma tabela de conversão caso necessite utilizá-la. Sei que o assunto foi um pouco complexo, mas espero que tenha compreendido e assim dividir um pouco mais das curiosidades do dia a dia no Japão. 



 E não se esqueça de nos seguir pelas redes sociais =)


Canal do Marido no Youtube: www.youtube.com/naterradosushi
Twitter Sakano: www.twitter.com/sakanosan




Beijos
Thais Fioruci










segunda-feira, 15 de agosto de 2016

PASMO E SUICA – CARTÕES QUE FACILITARÃO A SUA VIDA!



Olá queridos leitores,

Às vezes recebo emails, questionando o que é o Pasmo e o Suíca, e se eles substituem, no caso de turistas que virão ao Japão, o Japan Rail Pass. Achei intrigante a pergunta, pois normalmente quem utiliza esses cartões são pessoas que moram aqui, mas, claro, turistas também podem adquiri-los.

O Pasmo, o Suíca e muitos outros como o Kitaca, o Toica, o Manaca, o ICoca, o PiTaPa, enfim, são diversos nomes mas todos eles tem a mesma finalidade. Antigamente cada região do Japão tinha o seu respectivo cartão, por isso tantas siglas, mas há pouco tempo o governo facilitou a vida dos usuários unificando o sistema, ou seja, eu poderia usar o meu cartão ICoca (que é da região de Osaka/Kyoto, se não me engano), em Tokyo por exemplo. Esses cartões nada mais são que o Bilhete Único de São Paulo e outros tipos que já deve ter por ai.


Máquinas nas estações de trem que fazem a recarga dos cartões


Aqui, usamos muito no trajeto trabalho/escola/residência por facilitar e muito a nossa vida. É cobrado um valor mensal fixo para determinado trecho, dando um desconto para o usuário, ou seja, é mais barato utilizar o cartão.

Tá ... mas você deve estar se perguntando, o que isso tudo tem a ver com os turistas que não vão trabalhar aqui. Pois é .... e daí que surge a super dica!

Já viu como compra-se um bilhete em uma estação de trem no Japão? Você tem que olhar no painel, localizar a estação onde está e depois achar a estação para onde quer ir. Isso tudo para descobrir o valor do trajeto (aqui a tarifa é cobrada por trechos como já expliquei nesse post) e então comprar o respectivo ticket. Só que ... nada nessa vida é fácil, não é mesmo. O painel está todo em kanjis! Impossível saber o que está escrito, a não ser que seja fluente em japonês. Uma solução seria comprar o valor mínimo e depois fazer o reajuste do valor quando chegar na estação de destino. Mas isso levaria tempo. Tenho uma opção mais fácil.


Painel indicando as estações de trem e seus respectivos valores


Você pode comprar o Pasmo/Suíca nas máquinas de venda automática de bilhetes ou nos guichês nas estações, inserir uma carga em dinheiro e utilizá-lo sem preocupação nenhuma, de maneira rápida e fácil. Toda vez que for entrar e sair de uma estação de trem, deve encostá-lo no sensor indicado na catraca que mostrará o valor debitado e o saldo. O mais interessante é que o usuário pode utilizar o dinheiro contido no cartão para pagar suas compras nas lojas conveniadas e até mesmo nas máquinas de bebidas espalhadas pelas ruas. É muito prático!

O custo do cartão é de ¥ 500 que é reembolsado no momento da troca, mas muitos turistas acabam levando-o como recordação ou guardam para utilizá-lo em um possível retorno ao Japão. Ele não tem data para expirar.

E com ele, a tarifa de cada trecho é mais barata já que a companhia de trem não terá gastos com a impressão do bilhete e o papel. Por exemplo, se comprasse o bilhete para andar uma determinada estação sairia por ¥170 (valor sujeito à alteração), com o cartão custará ¥165. Pouco, mas no final de um dia ou de uma viagem, você terá economizado bastante.

ATENÇÃO >>> Quem virá com crianças o procedimento para a confecção do cartão é diferente. Como os pequenos de 6 à 12 anos pagam metade da tarifa, o responsável deverá se dirigir à cabine da estação (onde ficam os guardinhas, sempre próximo das catracas), mostrar os documentos da criança (no caso de estrangeiros à turismo pode ser o passaporte), para então o guarda confeccionar um cartão especial. Esse procedimento não poderá ser feito nas máquinas automáticas. Como muita gente pode ficar receosa por não saber falar japonês, é só dizer KODOMO NO PASUMO KADO O TSUKURITAI DESU. ONEGAISHIMASU. (Quero fazer um cartão Pasmo para criança, por favor.)

Abaixo segue um pequeno vídeo explicando como comprar nas máquinas das estações de trens. Esses cartões tbm são aceitos no metrô e alguns ônibus.



Espero que tenha ajudado!

Até mais,
Thais Fioruci